Desafios em tempos de revolução social e tecnológica

Desafios em tempos de revolução social e tecnológica_P8 Desenvolvimento Humano_fonte Google e Mazag

Hoje, Liliane Ribeiro e eu (consultoras associadas da P8) estivemos em um evento promovido pelo Google e a agência Mazag, o Digital Breakfast, em São Paulo.

Ali, tivemos a oportunidade de aprender mais sobre o mundo digital, sobre o poderio da internet para as marcas e sobre os desafios do marketing daqui para a frente, em um mundo em que não existem mais barreiras e as relações e a atenção são fragmentadas -quantas famílias, hoje, reúnem-se e conversam à mesa do jantar ou mesmo se sentam à frente da TV para assistirem a um programa sem a dispersão de celulares, tablets e/ou notebooks?

Os números que o Google apresentou durante este evento mostram claramente que são enormes os desafios a serem enfrentados por empresários e profissionais de comunicação e marketing, por exemplo, no futuro. E não estou falando, aqui, de um futuro distante.  Querem ver? Vamos lá…

numeros google julho2014 1024x713 Desafios em tempos de revolução social e tecnológica

Só com este cenário demonstrado pelo Google, temos ainda de refletir muito sobre o impacto que essa revolução social e tecnológica constante e irrefreada causa às pessoas e às organizações. Os empresários, os planejadores, os executores, administradores, gestores, enfim, todos os profissionais têm de se manter constantemente informados, treinados e conectados em seus negócios, nos mercados (só para não fugir do clichê, estamos num mundo globalizado, certo?) e nas tendências que os envolvem, sempre com vistas à inovação, a mudanças comportamentais e relacionais e à continuidade e perenidade das organizações.

Outro ponto desta reflexão (entre tantos envolvidos no mundo organizacional e que não mencionarei aqui, neste post) envolve as relações com todos os stakeholders de uma organização. A empresa tem de definir claramente suas estratégias e seus planos de ação voltados a suas relações com funcionários, clientes, acionistas, fornecedores, órgãos legais, sindicatos, comunidade e seus outros stakeholders, considerando maiormente a exposição da imagem da marca. Aqui, o cenário exposto pelo Google abre uma avalanche de atenções, cuidados e, claro, oportunidades.

Enfim, encerro este breve post de reflexão com este questionamento: quais as competências e conhecimentos aplicados temos de ter para criarmos conteúdos criativos, educativos, inspiradores e interessantes ao ponto de prender a atenção das pessoas do mundo moderno?

 

Links P8 relacionados:

 

 

deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *