img topo coaching Coaching

A arte de fazer acontecer: coaching para maximizar desempenho.

 

O mundo moderno exige cada vez mais que as organizações fortaleçam sua capacidade de adaptação, sua flexibilidade a mudanças e a atenção às necessidades e inovações que os cenários interno e externo demandam. Isso tudo é fundamental para que se mantenham competitivas, com resultados sustentáveis, sempre em busca da perenidade nos negócios. Esses mesmos pontos são condição evidente para que os profissionais se mantenham vivos e ativos no mercado de trabalho.

Sob esse contexto, o coaching é uma excelente instrumento tanto para as pessoas quanto para as organizações. É um conjunto de técnicas e ferramentas focado em conhecimentos amplo em gestão e produtividade, conduzido por um profissional especializado, que identifica vários pontos que podem ser direcionados a um desempenho mais efetivo por meio de análise sistemática e fornecendo ao indivíduo e aos gestores ferramentas eficazes de aprimoramento.

Portanto, coaching é um processo que visa facilitar o alcance de resultados extraordinários, por meio de metodologia que proporciona expansão significativa da performance profissional e da produtividade pessoal.
Os elementos-chave do processo de coaching são: foco, ação, resultado, aprendizagem, feedback, realinhamento; feedfoward.

Soluções P8

O coaching se desenvolve das seguintes formas, oferecidas pela P8 Desenvolvimento Humano:

  • Life ou Personal Coaching – coaching pessoal que pode ter caráter profissional;
  • Executive e Business Coaching – coaching com foco em competências, habilidades e atitudes de executivos com foco na empresa e/ou no próprio negócio;
  • Team Coaching – coaching para equipes, com propósito e metas em comum, com foco em competências inter e intrapessoal.

A P8 pode agregar ao coaching um poderoso instrumento de avaliação de perfil, o MBTI® (clique aqui e saiba mais).

 

“Coaching é uma relação de parceria que liberta o potencial das pessoas de forma a maximizar seu desempenho. É ajudá-las a aprender ao invés de ensinar-lhes.”

Timothy Gallwey